segunda-feira, fevereiro 13, 2006

Road to Euro 1984 (parte I)

Após mais uma prolongada ausência, e considerando que, para descrever as minhas memórias, tenho procurado seguir uma certa sequência cronológica agrupando todos os posts relativos a uma determinada competição, teria agora de falar da campanha do Benfica na TCE 1983/84. Mas como o que há de mais relevante a dizer acaba por ser uma memória nada feliz (embora difícil de esquecer...), ainda para mais envolvendo o próximo adversário do Benfica na Liga dos Campeões, vou deixar esse post para mais tarde, e dedicar alguns posts à brilhante campanha da Selecção Portuguesa no Euro 1984, que culminou com uma emocionante 1/2 final e que com alguma infelicidade perdemos para o país anfitrião - a França (vencedora da competição).
O desempenho brilhante da selecção começou pela fase de apuramento, onde teve de enfrentar selecções como a poderosa URSS e uma Polónia que vinha de um 3º lugar no Mundial de 1982. Do grupo constava também a Finlândia, inquestionavelmente a selecção mais fraca (hoje em dia não seria assim tanto...).

Esta fase de apuramento pode ser, claramente, dividida em duas partes, tendo a 1ª (relatada neste post) terminado com a pior derrota da Selecção de que tenho memória, e que acabou por ser um ponto de viragem, que começou pela substituição da equipa técnica - Otto Gloria, treinador intimamente ligado ao Mundial de 66 e que também conduziu o Benfica nos anos 50 e 60, foi substituido por uma equipa técnica constituida por Fernando Cabrita, António Morais, José Augusto e Toni, que acompanhou a selecção até à referida meia final.

O apuramento começou bem, com Portugal a cumprir a sua obrigação, derrotando a Finlândia ("fora") por 2-0, com golos de Nené e Oliveira (na altura jogador do SCP). Só me lembro do resultado deste jogo, pois possivelmente estaria de férias quando ocorreu, para além de que não ligava ainda muito à selecção, nessa altura. Interessava-me, sobretudo, pelo facto de os na selecção jogarem muitos dos principais jogadores do Benfica, tais como o Humberto Coelho (que também era o "capitão" da selecção), do Nené, do Carlos Manuel, do Alves, do Chalana, do Bento, para não falar do Pietra e do Shéu... (para além de, com eles, jogar um jogador que apesar de representar um clube adversário, sempre admirei: o Jordão).

(imagens como sempre cedidas por um dos maiores Benfiquistas à face da terra: o S.L.B.)

1-0, por Nené


2-0, por Oliveira


Melhor ainda, foi a vitória sobre a Polónia, no Estádio da Luz, tendo sido este o primeiro jogo da selecção que tive oportunidade de assistir ao vivo, o que naturalmente, contribuiu para que o meu interesse pela selecção passasse a ser maior.
A minha primeira reacção, quando o jogo começou, foi de alguma estranheza... Primeiro, acho que foi aí que Portugal passou a utilizar o seu equipamento, agora habitual, de camisola encarnada e calções verdes (até aí, habitualmente os calções eram brancos, ou seja, o equipamento era praticamente identico ao do Benfica).
Depois, foi ver jogadores que tinha dificuldade em reconhecer, sobretudo na defesa, para além de as numerações das camisolas dos jogadores do Benfica seleccionados não corresponderem ao habitual (ex: Chalana com o nº8, já que o nº10 era o Oliveira, e acho que o Carlos Manuel com o nº11...).
Do jogo propriamente dito, tenho a ideia que Portugal começou bem e da forma que se impunha: ao ataque e a trocar bem a bola. Penso que foi com naturalidade que Portugal acabou por marcar, tendo o primeiro golo sido do Nené, numa cabeçada em "mergulho" à entrada da pequena área, a centro do Chalana da esquerda, e o segundo do Gomes, creio que bastante parecido com o do Nené (não me lembro de quem foi o centro...). Ambos os golos foram marcados na 1ª parte.
A partir daí, o jogo não foi tão interessante (pelo menos que eu me lembre), e a Polónia (da qual Boniek era o seu melhor jogador, tendo na baliza o também nosso bem conhecido Mlynarczyk) não se revelou propriamente perigosa. Ainda assim, acabou por marcar na última jogada, após a marcação de um canto em que a defesa portuguesa se distraíu por causa de um jogador polaco caído dentro da área, à espera que o árbitro interrompesse o jogo. Os polacos aproveitaram a distracção e marcaram...

1-0, por Nené


2-o, por Gomes


O terceiro jogo foi o tal da "desgraça", tendo ocorrido em Abril de 1983. Lembro-me de ter visto apenas alguns momentos do jogo, já que nesse dia fui ao casamento de um tio meu... Só a espaços conseguia ir "espreitar" a transmissão televisiva do jogo, mas de cada vez que tal acontecia, Portugal sofria um golo... Lembro-me relativamente bem do 4-0 (creio eu), marcado por Demianenko (também não tenho a certeza...), em que Bento andava totalmente "às aranhas", completamente desamparado tal a fragilidade revelada pela defesa portuguesa (disto lembro-me eu!). Aliás, creio que essa fragilidade teve uma explicação: a ausência de Humberto Coelho, que se tinha lesionado gravemente num treino uns dias antes (acho eu...), tendo sido essa lesão que praticamente pôs termo à sua carreira como futebolista. Sem o seu líder natural, a defesa portuguesa terá tido dificuldades para travar o futebol "maquinal" dos soviéticos (maioritariamente provenientes do Dínamo Kiev), que perante uma defesa portuguesa vacilante, não perdeu o ensejo para a "triturar".
Até ao Verão (e final da época 82/83), não houve mais jogos de apuramento, e entretanto, Otto Glória não resistiu aos maus resultados (que incluiram uma derrota por 0-3 com a França, antes do desaire de Moscovo, e já depois, uma derrota por 0-4 com o Brasil, ambas em jogos particulares e realizados em Portugal), ocorrendo a tal alteração da equipa técnica acima mencionada.

Emendas:
  • Como já foi comentado, Humberto Coelho não se lesionou na véspera do jogo com a URSS em Moscovo (mas sim antes da recepção à Finlândia, alguns meses mais tarde).
  • Por outro lado, e como é possível constatar nas imagens, o golo de Gomes frente à Polónia (jogo disputado no Estádio da Luz), que colocou o resultado em 2-0, foi marcado na 2ª parte e a única coisa que teve de parecido com o golo de Nené foi, para além de ter sido golo, o facto de ter sido favorável a Portugal :-)

25 Comments:

At 5:42 da tarde, Anonymous Luís Fialho said...

O Humberto Coelho lesionou-se gravemente antes do jogo com a Finlândia em Alvalade, em Setembro de 1983. Não me recordo se jogou contra a URSS nesse jogo uns meses antes, mas a lesão que acabou com a sua carreira foi num treino justamente da selecção em vésperas de defrontar a Finlandia (em jogo que ganharíamos curiosamente também por 5-0).
Tive a felicidade de ver ao vivo o seu último golo, justamente no Bonfim perante o Vitória de Setúbal, em jogo que ganhámos por 3-2 (os outros golos foram de Carlos Manuel e Filipovic, este nos últimos minutos).
A sua falta também se terá feito sentir na tal eliminatória frente ao Liverpool, que o meu amigo não quer lembrar.

 
At 6:12 da tarde, Blogger tma said...

Caro Luís Fialho,

Antes de mais, obrigado pela visita!
Obrigado também por corrigir os factos, pois sabia que o Humberto se tinha lesionado gravemente ao serviço da Selecção, e tinha ideia que tal estava associado ao "descalabro" de Moscovo (o que faz que algumas das minhas memórias sejam mais suposições...).
Não me recordo ao certo de quem jogou em Moscovo: apenas tenho a tal imagem do Bento já meio desnorteado num dos golos da URSS.

Eu também assisti a esse jogo contra a Finlândia, em Alvalade, que naturalmente recordarei no próximo post.

Já agora, agradeço também por ter partilhado a memória do último golo do grande Humberto Coelho.

O jogo com o Liverpool será recordado, mas não agora!!! Não sou supersticioso, mas acho que o momento não é o apropriado...

 
At 11:43 da manhã, Blogger Trilby said...

Os outros fizeram um cordão, façamos nós uma corrente!
Vamos tingir de VERMELHO a blogosfera! Acreditemos na VITÓRIA do GLORIOSO.
Postem VERMELHO!
Saudações benfiquistas!

Desculpa estar a usar a caixa dos teus comentários para publicidade, mas é publicidade institucional.

 
At 5:50 da manhã, Anonymous Quinas said...

Eu não tenho nenhum arquivo desse jogo, URSS-Portugal, mas quere-me parecer que o Humberto Coelho jogou nesse jogo, o qual foi o seu último jogo pela Selecção Nacional. Foi daí para a frente que começaram a usar o quarteto defensivo composto por João Pinto (F.C. Porto), Lima Pereira (F.C. Porto), Eurico (F.C. Porto), e Inácio (também F.C. Porto).

Poderá alguém confirmar, ou corrigir?

 
At 6:32 da tarde, Blogger tma said...

Caro Quinas, obrigado pela visita!

Resolvi investigar a questão da presença do Humberto na goleada sofrida em Moscovo, e efectivamente, ele este presente, ou seja, erradamente conotei o descalabro defensivo com a sua ausência (a memória é mesmo selectiva :-) )

Excerto do Wikipedia, no artigo relativo ao Humberto Coelho:

"His last cap for the national team was during the Euro 1984 qualifying stages, in the only defeat that Portugal suffered, on 27 April 1983, beaten 0-5 by U.S.S.R. in Moscow. An injury prevented him from representing the national team for the rest of the qualifying games or in the Euro Cup finals."

 
At 6:35 da tarde, Blogger tma said...

Já agora, creio que o LE predominantemente utilizado na qualificação foi o Eduardo Luís e não o Inácio. Na fase final, os candidatos a essa posição eram o E.Luís e o Álvaro, que será um assunto que hei-de desenvolver (mais tarde ou mais cedo...)

 
At 4:14 da manhã, Anonymous Anónimo said...

Guimaraes knock Benfica out of Portuguese Cup

http://www.portuguesesoccernewslinks.com

 
At 12:58 da tarde, Blogger Trilby said...

Por acaso nas tuas memórias não há nenhuma vitória do Glorioso frente ao Barcelona, não? Se não há passa a haver! BBBEEENNNNFFFIIICCAAAA!!!!

 
At 3:21 da tarde, Anonymous Luís Fialho said...

Vitória sobre o Barcelona houve a de 1961, na final da Taça dos Campeões Europeus.
Eu não era nascido, mas já vi o jogo em video várias vezes (ainda há poucos dias voltou a passar na RTP memória).
Mas por acaso o desta semana não foi o primeiro Benfica-Barcelona que vi ao vivo na Luz. Em Dezembro de 1992 estive num outro SLB-Barça, também terminado a zero.
Jogaram pelo Benfica: Neno, Veloso, Rui Bento, Paulo Madeira, Schwarz, Thern, Kulkov, Paneira, Rui Costa, Isaías e Yuran
O treinador era Eriksson.
Pelo Barcelona (que viria a ser campeão europeu pela primeira e unica vez nesse ano) alinharam: Zubizarreta, Nando, Serna, Koeman (esse mesmo...), Juan Carlos, Eusebio, Guardiola, Baquero, Laudrup, Witgsche e Stoichkov.
Depois entraram ainda Beguiristain, Amor e Julio Salinas.
O treinador era Cruyff.
Lembro-me que estava muito frio, e um leve nevoeiro, e que foi um jogo sem grandes oportunidades.
Foi salvo erro a primeira época em que a Liga dos Campeões foi jogada em grupos, mas depois de duas eliminatórias (na ultima das quais o Benfica ganhou categoricamente em Highbury Park por 3-1), os vencedores dos dois grupos tinham acesso directo à final.
Este jogo foi na segunda jornada depois de termos perdido em Kiev 0-1, num jogo em que Rui Águas se lesionou gravemente.
Depois de mais dois empates com o Sparta de Praga, e vitória por 5-0 sobre o Dinamo na Luz, ainda chegámos ao último jogo, em Nou Camp, em condições de apuramento.
Era necessário o Sparta não ganhar ao Dinamo, o que aconteceu, e então "bastava" ao SLB ganhar em Nou Camp para ir a Wembley disputar a sua oitava final (tratou-se pois de uma autêntica meia final).
Só que o Barcelona era uma super equipa, e Stoichkov brincou com o lateral José Carlos (que nunca mais foi o mesmo desde esse dia), marcando e dando a marcar ainda nos primeiros vinte minutos.
César brito ainda reduziu, mas perdemos 2-1, e foi o Barça à final com a Sampdória, vencedora do outro grupo.
Em Nou Campo, lembro-me também da grande exibição de Paulo Sousa, no jogo que constituíu a sua definitiva afirmação no Benfica (até aí nem sempre era titular).
Esperemos que desta vez a história seja diferente.

Também vi no velhinho pavilhão da Luz um Benfica-Barcelona em Hóquei em Patins, também para a Liga dos Campeões (em 2001, se bem me lembro), mas as recordações também não são animadoras. Perdemos 1-4.

 
At 7:46 da tarde, Anonymous Apre said...

Qualquer apuramento que termina como a meia final contra a França será sempre inglório, mesmo assim não tanto como perder em casa uma final de Campeonato Europeu por causa do frango do Ricardo!

Em resposta ao teu comentário no Mar:

Sim tma, se o Rio ave tivesse sido esmagado como oSlb foi pelo Barcelona teria que admitir que não mereciam nada mais que a derrota, mas ao contrário deste jogo, o Rio Ave marcou mesmo um golo limpo, não foi um penalti reclamado, foi mesmo a bola lá dentro.
Até os benfiquistas reconheceram que foram beneficiados nesse jogo.

 
At 2:07 da tarde, Blogger MAD*MAX said...

Epa ke ganda memoria Luis Fialho!
Agora e tempo d'Camp Nou...
E um epate c/golos ja sabe a victoria!
Talvez assim...TMA arrange algum tempo para novo post!!!
Bem sei ke dificil!!!e so para nao se perder o habito d,viajar por aki!
Parabens pelo blog!
Parabens pelo novo membro da familia ke ai vem!
Todos os BENFIQUISTAS estao ansiosos!!!
E menino ou menina?

Saudacoes desportivas
SLB 4EVER

 
At 6:24 da tarde, Blogger Nameless said...

Podias divulgar:

http://antiportistas.blogspot.com/

 
At 3:45 da tarde, Blogger S.L.B. said...

Então, TMA? Já estamos com saudades de uma actualizaçãozita...! Abraço.

 
At 9:06 da tarde, Anonymous Anónimo said...

sou leitor assiduo deste site e acho que deve ter aqui uma referencia ao facto do pinto da costa ter sido ilibado,pois com que moral agora o estado pode multar um cidadao por infracçao no transito ou posse de droga ou negocios de prostituiçao?é por estas e por outras que que jamais vou descontar salario para este estado.na uefa tem um endereço dum mail acho que nao custa nada mandar um mail para pedir intervençao,logico que eles nada farao mas pode ser que a noticia se espalhe e seja falada,ainda por cima o porto faz parte do g14 e o blatter talvez com prazer divulgasse receber milhares de mails a pedir para devolver a verdade desportiva do futebol portugues e eles como entidadde responsavel do futebol tem essa obrigaçao.

 
At 5:05 da manhã, Blogger tma said...

Os meus agradecimentos a todos os que comentararam desde a última vez que me "dignei" a visitar o meu próprio blog e as minhas desculpas pela minha ausência...

Luís Fialho: embora já com algum atraso, recordo um resultado memorável frente ao Barça em hóquei em patins: 8-1! Na primeira mão (meia final da taça dos campeões) haviamos perdido por 0-5. Na segunda mão, e ao fim do tempo regulamentar, o resultado era 6-1 (no hóquei não há a regra dos "golos fora" em caso de igualdade no goal average). No prolongamento o Benfica chegou aos 8-1. O Paulo Almeida fez uma exibição memorável, numa equipa que era (tirando o GR, creio eu, cujo nome não me recordo), a base da selecção: Vítor Fortunato, Paulo Almeida, Luís Ferreira e Rui Lopes.
Na final perderíamos com o Igualada (4-3 na Luz, 1-3 em Igualada)

MAD*MAX: Obrigado!

S.L.B.: Já te respondi por mail...

Apre: Perder uma meia final, jogando bem, é sempre inglório, mas o futebol é mesmo assim... Perder contra a Grécia, que praticamente só defende, é, sem dúvida, bastante mais frustrante, mas até nem acho que o Ricardo tenha sido o principal culpado (já que se tratou de uma falha de marcação ao jogador mais alto da equipa adversária). Mas também faz parte do futebol. (Qto ao resto já não vem mto a propósito eu comentar...)

Anónimo: sobre os mais recentes acontecimentos relacionados com a ilibação do PdaC, nem vou comentar porque não é este o espaço apropriado... Apenas digo que esses factos não ficaram, da minha parte, esquecidos...

 
At 3:56 da tarde, Anonymous Dra.Daniela Mann said...

Olá TMA,
Gostaria de ter o seu link, mas no meu blog são as visitas que se linkam! Por isso e se for da sua vontade, vá até lá e clique no logotipo do "Páginas Amar-ela", o dos morangos, para fazer o registo e adicionar o seu blog!
Um abraço,
Daniela M.

 
At 6:36 da tarde, Blogger LF said...

Já estou lembrado dessa vitória sobre o Barça, mas não estive lá.
O guarda-redes seria provavelmente o José Carlos.

 
At 10:46 da tarde, Blogger Ahab said...

tma,

Eu já não vinha aqui há uns tempos e isto está muito giro (tirando o teor lampião dos posts).

Tu fazes umas coisas giras com as imagens (que aliás te devem dar um trabalho danado) e blog está muito bom! Parabens!

 
At 2:43 da manhã, Anonymous JFilipe said...

tma, já me começava a inquietar contigo. O berlogre desapareceu, não tens dito nada no blog do D'Arcy. Mas há aqui comentários relativamente recentes, portanto suponho que está tudo bem.

Tens estado ocupado a escolher imagens do glorioso para os próximos posts?

 
At 8:49 da tarde, Anonymous Tanque Silva said...

Excelente blog . Parbéns pela iniciativa .

 
At 9:38 da tarde, Blogger Bakero said...

Para quando o retomar deste excelente blog!?

 
At 12:27 da tarde, Anonymous Anónimo said...

Quando é que voltas á vida activa? O blog é bom, não se deve perder. (Já agora alguem que faça uma cópia integral de todo o blog texto+fotos para não se perderem as memórias.)

 
At 10:55 da tarde, Blogger T-Rex said...

TMA,

Passa por Vedeta ou Marreta?.

Um abraço.

 
At 5:47 da manhã, Blogger jsbmj@clix.pt said...

Boas! Podem ver imagens históricas do SLB em www.slbenficaimagensretro.blogspot.com.

 
At 12:17 da manhã, Anonymous liminha_jeep@hotmail.com said...

oi!! eu queria saber sobre o jogador.
lima,que teve no benfica no ano de 89e 90. me mande fotos dele. no benfica oque voce tiver ok. abraço.

 

Enviar um comentário

<< Home