quarta-feira, novembro 09, 2005

Homenagem

Para não ficar atrás de outros ilustres bloggers benfiquistas (bloguiquistas é a designação!), que publicaram este e este posts, e porque não tenho quaisquer problemas em imitar as boas ideias, humildemente presto a minha homenagem a uma das mais ilustres figuras do desporto português, e mais concretamente, do Benfica: o José Águas, que tal como reparou Laura num outro post do Diário de um adepto benfiquista, celebraria hoje o seu 75º aniversário.
Apesar de o não ter visto jogar, como é óbvio (eu nasci em 1973) - a não ser em resumos e reposições das finais da Taça dos Campeões - é um dos jogadores do Benfica de quem me lembro ouvir falar desde que comecei a interessar-me por futebol e pelo Benfica. Logo, é impossível dissociá-lo das mais recôndidas memórias que tenho do Benfica, pois ele é um dos jogadores que melhor simboliza o Benfica Glorioso e que mais contribuiu para a dimensão europeia e mundial que o Benfica alcançou nos anos 60, com relevo para as duas finais da Taça dos Campeões que o Benfica venceu, não só por pelos seus golos, mas também (estatuto pelo qual é mais lembrado) por ter sido o capitão de equipa em ambos os jogos.
Por isso, e mesmo apesar de ser minúscula ao lado da grandeza do Senhor José Águas (note-se que "senhor" era a forma como os jogadores mais novos tratavam os mais velhos), aqui fica a minha homenagem ao Capitão dos Campeões.


Já agora, e por razões óbvias ;-), deixo também aqui os meus cumprimentos à Laura, sem dúvida uma ilustre benfiquista!

3 Comments:

At 12:23 da manhã, Blogger francis said...

Desculpa, tenho que rectificar o meu comentário ao poste anterior.
O golo do Benfica resulta primeiro de uma cabeçada do Manniche. O Zé Beto, no chão, faz uma grande defesa sacudindo a bola na direcção da linha de fundo. O Diamantino apanha-a antes de sair e cruza atrasado para o José Luís que remata à queima proporcionando nova defesa de Zé Beto que ficou no chão. Na recarga, Diamantino foi mais rápido que Lima Pereira e atirou para o fundo das redes.
Agora está certo :-)

 
At 1:14 da manhã, Blogger S.L.B. said...

Estive a rever o golo outra vez e há uma ligeira imprecisão na tua descrição, Francis. Quem faz o centro para o José Luís é o Álvaro.

O lance começa pela direita, com o Pietra a passar a bola para o Stromberg que faz um balão para a área. Há o tal cabeceamento do Manniche para uma grande defesa do Zé Beto na direcção da linha de fundo do lado esquerdo. O Chalana apanha a bola antes de sair da grande-área e volta a cruzar. Um defesa do clube regional alivia de cabeça outra vez na direcção da linha de fundo. O Álvaro insiste e cruza sobre a linha de fundo. A bola sobrevoa quase toda a área e o José Luís remata-a do lado direito para nova defesa do Zé Beto para a frente. O Diamantino antecipa-se aos defesas (e ao Manniche) e remata, fazendo a bola passar ligeiramente ao lado do corpo do Zé Beto que estava a levantar-se.

 
At 4:58 da manhã, Blogger tma said...

Com descrições dessas, quem precisa de imagens?...

 

Enviar um comentário

<< Home